sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Cidade em Molduras (Poesia In Memoriam de Zeméco)



A imagem acima, é da poesia intitulada CIDADE EM MOLDURAS, de autoria de José Sergio Pereira, feita em homenagem a José Américo Roig, o Zeméco, artista plástico autodidata de São José do Norte (RS), Brasil e declamada durante o Sarau Poético realizado em 23/10/2015, organizado pela SMEC, dentro da programação de comemoração do aniversário do município.
A família do Zeméco, sensibilizada, agradece a bela homenagem póstuma de José Sergio Pereira, que além do título, ilustrou seu texto com uma moldura, imitando os quadros do artista plástico.

Abaixo, poema na íntegra:

CIDADE EM MOLDURAS

Na Mui Heroica vila
De São José do Norte
Tivemos presenças fortes
Que alegraram este chão
DE poetisa a almirante
Que levaram pra história avante
O nome dessa povoação.

Mas há muito mais talentos
Que esta terra criou

Sr. Zeméco pintou
Esta cidade em molduras
Nos quadros mais perfeitos
Se deu ao luxo e o direito
De representar em suas telas
Nossa bela arquitetura

Zeméco deixou um legado
Na arte e na cultura
De talento e envergadura
Da sua linda existência
Pelas bençãos do criador
Transformou-se no pintor
No chão dessa querência.

Fostes marco do desenho
No próprio seio da história
Que foi o teu berço de glória
Nos quadros que tu pintaste
Que deixaste de herança
Para nos trazer a lembrança
De tudo que tu criaste.

Autor: José Sergio Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário